a ferro, fogo e alma…

“Mar” Cardume

140x140x200cm ferro

Cardume

 

Mesmo seguindo cada um o seu próprio caminho, mesmo mudando de direcção vezes sem conta, há um íman que nos atrai para junto dos outros.

Assim formamos uma nuvem colectiva dançante, marcando o contra-ritmo de uma melodia que ecoa de geração em geração.

As nossas visões particulares pertencem a um grande grupo, que funciona como um só corpo.

No mesmo barco, a remar para o mesmo lado, a cumprir as mesmas etapas.

Apenas em tempos diferentes.

Esta dança orgânica, sem coreografia pré-definida, refaz-se a cada momento. É um ser-estar aqui-agora onde procuramos sem cessar a nossa posição no todo, num puzzle de encaixe entre a liberdade e a comunidade.

Juntos, mesmo assim, vamos viajando, vamos avançando para um outro lugar e um outro tempo, em que somos mais conhecedores das forças que se contrariam e quase chocam neste turbilhão interno.

Já nos habituámos a este jogo de espelhos, a esta proximidade distante.

Aquilo que nos avisa das mudanças a tomar – essa espécie de intuição que nos guia sem ser preciso combinarmos – acontece sem o nosso controlo.

É a dança do tempo e do espaço, onde nós habitamos e vamos conquistando, a cada dia que passa, a manifestação do nosso ser.

Os comentários estão fechados.